quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Jacobina - Luiz Eduardo Magalhães - Comentário Sergio

Abaixo os comentários do Sérgio, que foi o único que completou este trecho de 600km sem ligar o motor:

"Decolamos de Jacobina 11:15, estava um pouco frio, vento forte de ESE e cobertura 7/8. TO estava rodando uma térmica a W da pista, e desligamos nela. Nossa estratégia foi colar nas bases o máximo possível, para aproveitar o vento de cauda, rumando para Ouro Branco, onde há uma garganta na serra pois as bases estavam muito baixas.

A asa do "pequeno" ASH25 girando térmica junto com outro planador

Passamos uns 30km ao N de Irece e ao chegar na serra antes do Velho Chico (Rio São Francisco), não conseguimos altura para cruzá-la e tivemos que desviar para N até Xique Xique. Por acaso, voltamos a voar junto com TO a partir dai. Cruzamos o Velho Chico e fomos no rumo de LEM, mais ou menos paralelo a um afluente. Havia uma enorme queimada que TO tentava rodar. Nós conseguimos rodar uma "colina" a barlavento da monstrenga. Este trecho, de Xique Xique até Barreiras, no azul e com poucas térmicas foi o mais difícil, zero de pousos fora e nada de estradas, vilarejos, etc.

Só em Barreiras conseguimos subir, já no fim da tarde e com sol na cara, para o planeio final, com McReady em .5 e no capricho, conseguimos um L/D de 100 por 60 km.
Depois do pouso, tentamos levantar o mastro para inspecionar o motor. e nada!
Se tentássemos ligar o motor para escapar de uma roubada, íamos ter uma grande decepção...

3 comentários:

Matheus - L6 disse...

Estou acompanhando a expedição diariamente, sempre ansioso para ler mais comentários. Parabéns aos pilotos e equipe. Deve estar sendo uma experiência maravilhosa.
ps. já pensou ter de fazer um pouso fora em terreno acidentado com o ASH25? nem brinca!
Abraços!!!

peter volf disse...

Pouso assim e so com Dieter Memmert !
Pouse bem,
Peter Volf

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom